segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

Obrigada!

Este fim-de-semana foi atroz,
feito de contrariedades,
pensamentos desconexos, num ritmo veloz,
dores, lágrimas, ansiedades,...

Foi um turbilhão,
um novelo de incerteza.
Foi uma grande confusão,
um cálice de tristeza.

Mas tu foste incansável
e controlaste a minha insaciável
desilusão de viver vivendo.

Obrigada!

segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

Certeza

Acordei.
Acordei e parece que nem dormi.
Não me lembro de adormecer.
Apenas no sono tropecei.
Ou será que imaginei??
Não sei.
Não posso crer,
não posso crer que dormi.
Mas tenho uma certeza:
ao acordar pensei em ti!

terça-feira, 26 de Janeiro de 2010

Tarde de Inverno

Cinco da tarde.
As temperaturas descem.
Sinto-o.
Sinto frio. Sinto gelo.
São desatinos que florescem,
nesta minha mente conturbada.
Penso, repenso, volto a pensar...
Sou uma alma atormentada,
que encontra paz por te amar.

quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010

Mais um dia

Mais um dia em que tomámos café.
Estivemos juntos,
unidos de saudade pura,
que nunca se cura.
Unidos de amor verdadeiro.
Unidos de paixão,
que me invade corpo, alma
e aquece meu coração.

quarta-feira, 20 de Janeiro de 2010

Despedida

Despedi-me de ti.
Mas não foi daquelas penosas despedidas,
para ausencias prolongadas e desmedidas.
Apenas me despedi de ti.
"Até amanhã!"

terça-feira, 19 de Janeiro de 2010

Dias Iguais

Faz-me falta o sol de Verão.
Faz-me falta agitação.
Faz-me falta sentir o bater do coração.

Manhãs iguais.
Tardes iguais.
Noites iguais.
Todos os dias iguais, numa incessante rotina.
Numa rotina pachorrenta que me desanima.

Desperta-me.
Chama por mim
e mostra-me o fim destes dias iguais...

segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Renascer

Bebemos café junto à janela.
Lá fora a chuva parou,
mas a tristeza do dia permanece.
Olho-te.
Vejo o brilho dos teus olhos,
vejo sonhos dispersos,
vejo memórias que o tempo não esquece,
vejo...
Contemplo-te.
E o tempo parou.
A chuva parou.
O meu coração parou.
Mas os teus sonhos avançam,
mil projectos, mil ideias, mil segredos de mil cores.
Observo-te.
E renasço.
De mansinho o meu coração renasce,
deixo-me envolver pela tua energia,
um novo fulgor que me contagia.

sábado, 16 de Janeiro de 2010

Quente

Sinto falta da doce brisa de Verão.
Aquela brisa serena, reconfortante, mágica,
que entra em nós, desperta sentidos, faz pulsar o coração.
Sinto falta... Não! Sinto SAUDADES,
dessa estação de alegria, de suavidade.
Faz-me falta o sol, a cor, a energia, o calor que agora não se sente.
Faz-me falta o toque da tua pele quente.

sexta-feira, 15 de Janeiro de 2010

Eternidade

Um dia que passa.
Um dia mais em que a eternidade desejo.
Não! Não quero consumir-me no enfado do tempo!
Quero a eternidade de um beijo.
Um beijo teu ao acordar...

quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010

Conforto do Amor Eterno - Porque ainda há vida em mim!

"Serás sempre mais do que algo mais",
escreveste um dia com paixão.
A paixão do amor eterno:
que não muda,
que não esmorece,
que para sempre permanece,
no conforto eterno do Amor.

sábado, 13 de Setembro de 2008

Parabéns!!:)


TU


És dos meus sonhos a poesia,
és a eterna alegria,
de amar sem fronteiras,
de viver sem barreiras.

Os teus olhos são luz
que me embriaga e seduz.
Teu coração é bondade
e da minha alma a liberdade.

Tu és a imensidão
que me guia na escuridão
És o AMOR
que ao meu coração dá calor.
És tu, és Amor, és luz, és tudo,
somente TU!

Quero Amar


Quero amar, amar,
quero amar eternamente.
Quero sonhar
e contigo ficar para sempre.

Quero amar, amar, amar,
quero amar-te sem parar.

Quero amar indefinidamente,
quero ser assim contente.

Quero amar, amar,
a ti quero amar
AMAR
AMAR PARA SEMPRE!

quinta-feira, 3 de Abril de 2008

Acredito!


Dia após dia, ano após ano,
partilhando tristeza e alegria,
todos os momentos do quotidiano
e fazendo da vida fantasia.

Sempre lado a lado,
sempre juntos, unidos,
num futuro apaixonado,
sempre os melhores amigos.

És o Amor da minha vida,
que andava meio perdida
até te encontrar
e finalmente acreditar.

Agora acredito!
Acredito na felicidade.
Sei que o Mundo é bonito,
quando se ama de verdade.


Vera

Amo-te!


AMO-TE MUITO, meu Amor!
Ficaremos juntos eternamente, numa vida de partilha, Amor e eterna felicidade.:)

quinta-feira, 27 de Março de 2008

A vida sem Amor


A vida sem Amor
é como uma tela sem côr.

A vida sem Amor
é sofrimento e dor.

A vida sem Amor
é angústia, é terror.

A vida sem Amor
perde todo o esplendor.

Mas a minha vida é felicidade
por ter Amor de verdade.

E tu és o meu AMOR!!
Vera

domingo, 23 de Março de 2008

Sinceridade, Fidelidade, Amor e Poesia


Abraça-me, meu Amor, abraça-me,
envolve o meu corpo no teu
e sussura-me docemente
que a tua amada sou eu.

Beija-me, meu Amor, beija-me.
Dá-me um desses beijos
que as noites frias aquecem.
Dá-me um desses beijos
que nunca se esquecem.

Ama-me, meu Amor, ama-me!
Partilhemos nossas vidas,
com "Sinceridade, Fidelidade, Amor e Poesia",
torna-las-emos mais coloridas.

Vera

sexta-feira, 14 de Março de 2008

My endless love







"My love,
Theres only you in my life
The only thing thats bright
My first love,
Youre every breath that I take
Youre every step I make
And i
(i-i-i-i-i)
I want to share
All my love with you
No one else will do...
And your eyes
Your eyes, your eyes
They tell me how much you care
Ooh yes, you will always be
My endless love
Two hearts,
Two hearts that beat as one
Our lives have just begun
Forever
(ohhhhhh)
Ill hold you close in my arms
I cant resist your charms
And love
Oh, love
Ill be a fool
For you,
Im sure
You know
I dont mind
Oh, you know
I dont mind cause you,
You mean the world to me
OhI know
I knowIve found in you
My endless love
Oooh-woow
Boom, boom
Boom, boom, boom, boom, booom
Boom, boom, boom, boom, boom
Oooh, and love
Oh, loveIll be that fool
For you,
Im sureYou know
I dont mind
Oh you know-I dont mind
And, yesYoull be the only one cause no one can deny
This love I have inside
And Ill give it all to you
My love
My love, my love
My endless love"


quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

Para ti meu Amor...




terça-feira, 29 de Janeiro de 2008

Quando estou longe


Quando estou longe,
sinto-me desvanecer,
é tristeza que sinto
por não te ver.

Meu coração fica apertado,
no meu olhar apenas melancolia…
Quando não estou a teu lado,
a vida não tem magia.

Mas junto a ti, meu Amor,
tudo é bem diferente,
a vida é contente,
um oceano de côr.

Paz, ternura, amizade, carinho,…
tantos são os sentimentos,
que num turbilhão, num desalinho,
se desenham e afastam meus tormentos.

De coração inteiro,
num amor verdadeiro,
sentido;
Sussurro ao teu ouvido:

“AMO-TE!”


Vera